Intenção de mudar em 2017

Muitos de nós aspira mudança e faz planos para o Ano Novo. Mas não devemos forçar demasiado “a corda”. Não devemos abusar de nós mesmos na mudança de padrões. Isso não resulta a prazo. Temos de estar felizes com o que estamos a fazer. Podemos usar a prática de Mindfulness para observar os nossos padrões habituais e redirecionarmos a nossa atenção para a criação de novos hábitos. Há 3 coisas que podemos fazer para desenvolver um espírito de maior resiliência:

  1. Libertarmo-nos dos velhos hábitos de pensamentos que levam muitas vezes a ciclos negativos do pensamento. Há que tomar consciência no momento em que se entra nesse padrão e perceber que há um caminho muito mais interessante, que é olhar com um pensamento positivo para as oportunidades que se abrem à nossa frente, se assim quisermos.
  2. Olhar para tudo o que temos de bom e agradecer diariamente essa nossa riqueza.
  3. Criar momentos ao longo do dia de atenção e consciência plena. Podemos fazê-lo de forma muito simples, quando fazemos tarefas mais simples, como comer, beber, lavar as mãos, etc. Só o parar uns segundos para definir uma intenção especifica naquilo que vamos fazer a seguir, resulta num aumento de energia e de produtividade.

Espero que 2017 lhe traga tudo aquilo que deseja. Mas não crie ânsia de mudar e de alcançar resultados. Faça-o com naturalidade e prazer.

Autor: João Carvalho das Neves
Professor catedrático em gestão com muita experiencia profissional na gestão e resolução de conflitos e em processos de negociação complexos, quer como gestor executivo, quer como consultor. Técnico Perito designado pelas Partes ou pelos Tribunais, incluindo Tribunais Arbitrais, em diversos processos que exigem conhecimentos científicos em gestão, económico-financeiros, contabilísticos, avaliações de empresas, avaliações imobiliárias e análises de performance, assim como conciliador em processos extrajudiciais.
Empresas e organizações.

Com as minhas diversas competências ao nível da gestão e do mindfulness, posso ajudar não só os indivíduos, mas também as empresas e organizações. Estou disponível para partilhar a minha vasta experiência em palestras e outros eventos.